Brasil
         

Casa da leitura

   O Projeto Casa da Leitura é fruto de uma ação voluntária. Teve o envolvimento de servidores e alunos do Campus Floriano, comunidade em geral e algumas empresas parceiras do projeto, a exemplo do IBAMA que doou a madeira para a construção da Casa.

   Os recursos, livros, material de construção e mão-de-obra utilizadas na realização do projeto foram resultados do espírito solidário de cada um que de forma direta ou indireta participou no desenvolvimento do referido projeto. A Casa da Leitura através de ações de incentivo à leitura objetiva despertar e aprofundar o interesse pela leitura junto a crianças, jovens e adultos, possibilitando o seu posicionamento crítico enquanto cidadãos.

   A Casa da Leitura foi inaugurada no dia 26 de novembro de 2008, e contou com a presença de mais de 300 pessoas dentre elas alunos, servidores e a comunidade em geral. Para celebrar o inicio das atividades da Casa da Leitura, foi realizada na mesma semana a I Semana da Leitura do Campus Floriano. Para isto, foi convidada toda a comunidade acadêmica para discussões sobre o tema Leitura, incluindo a participação dos ilustres escritores Piauienses ASSIS BRASIL e CINÉAS SANTOS, entre outros momentos.

   Além dessas atividades, teve-se exposição de livros e apresentações artísticas que contemplaram obras do erudito ao popular. A Casa da Leitura construída de forma voluntária é um presente do IFPI de Floriano para a cidade e para o Estado do Piauí. Para quem gosta de ler e estudar em silêncio a Casa da Leitura é um espaço aberto ao público com instalações bem iluminadas e climatizadas.

   Atualmente conta com 2000 títulos, dentre eles livros paradidáticos, literatura infanto-juvenil, literatura adulta, literatura de cordel, e outros, incluindo livros de autores piauienses. Uma das principais estratégias de ação deste projeto é ampliar o acervo bibliográfico da Casa da Leitura visando incentivar a leitura e beneficiar um número maior de leitores, inclusive fazendo o empréstimo de livros por um período mínimo de 14 dias.

   O fato de ter sido construída voluntariamente, com a ajuda de professores, alunos, servidores e pessoas da comunidade, permitiu que a Casa da Leitura gerasse um sentimento coletivo de orgulho e satisfação. Talvez, em função disso, seja tão bem frequentada, com um bom índice de empréstimos. Isto foi comprovado através de relatório emitido pelo sistema computacional implantado na Casa da Leitura para realizar empréstimo e devolução de livros, o qual já registrou o empréstimo de livros para 504 alunos, em um período de doze meses de funcionamento da Casa, o que representa uma frequência de quase 50% dos alunos matriculados no Campus. Antes, quando os alunos não tinham acesso aos livros, somente 5% do público leitor freqüentavam a biblioteca da escola.